26.4.07

OS ELEVADORES




Porque é que as pessoas nunca se olham nos elevadores? Estejam duas ou mais pessoas, nunca se olham. Não há nada para fazer dentro de um elevador. Os olhares cruzam-se várias vezes e podiam muito bem falar qualquer coisa, enquanto matam aqueles minutos que descem ou sobem. Mas não. Preferem olhar atentamente o visor que vai testemunhando os números dos andares, com muita atenção como se desse olhar dependesse a avaliação para o elevador se movimentar. O telemóvel costuma ser uma grande solução para estes casos. Retira-se o telemóvel e vai-se escrevendo sms para toda a lista, o que ocupa vários minutos. Escrevendo ou fingindo que se escreve o que para o caso dá igual desde que se vá passando o tempo e enchendo uns chouriços. Mas só mesmo escrever, porque fazer telefonemas ou atende-los, está completamente fora de questão. Primeiro, com uma pessoa tão perto, a nossa voz baixa logo de tom e o receptor não percebe o motivo daquela voz de mistério. E segundo, porque não queremos dar a conhecer a nossa vida íntima a um vizinho, que não precisa de saber se onde vamos comprar boxers ou se nos esquecemos de trazer manteiga. Uma óptima invenção é também o leitor de mp3. Coloca-se os headphones nos ouvidos e liga-se a mp3 nas músicas preferidas. Nesse momento é como se não estivéssemos ali. De repente o facto de estarmos com música nos ouvidos, parece alienar-nos daquele espaço, conferindo-nos o estatuto de presentes-ausentes. Ficamos assim protegidos de sermos incomodados com comentários género: ‘tá de chuva! Depois há aqueles elevadores tipo gaveta de meias, onde toda a gente quer entrar e no qual cabe sempre mais um. É facto que nunca percebi. Porque é que, se o elevador já parece uma lata de sardinhas, não esperam pelo próximo e insistem em se infiltrarem? Ninguém consegue respirar e todos desejam arduamente que se abram as portas num piso onde muitos passageiros façam a sua saída. Respirar, torna-se impossível, quando um passageiro entra a fumar, ignorando completamente se está a incomodar ou não os outros, sabendo que está num espaço mesmo muito reduzido, e proibido para tal acção, por lei. Ainda há aqueles que ficam muito ofendidos quando lhes pedimos para apagarem o cigarrinho. Como se o facto de ser apenas um piso ou dois atenuasse eu estar a engolir aquele fumo todo. Mas do melhor é uma criança eléctrica, dentro do elevador, a falar alto, com mil porquês, que os pais se esforçam por ignorar. Bom, é quando a criança irrequieta, depois de nos ter já pisado três vezes e dado encontrões aos nossos sacos, que nos faz suspirar e sorrir educadamente, antes de sair, carrega em todos os botões do elevador. Não só ficamos com vontade de a esganar, como temos agora muito mais tempo para o reflectir, já que temos de parar em todas as estações e apeadeiros. Há quem apanhe o elevador apenas por um andar. Há quem coma dentro do elevador. Quem aproveite para retocar a maquilhagem, facto que nunca percebi como. Há os que têm a fantasia de o parar, para fantasias sexuais, até um dia destes serem surpreendidos pelos bombeiros. E há aqueles que morrem de medo de elevadores e se recusam a entrar. Não por claustrofobia ou coisa parecida. Mas porque temem ficarem suspensos a meio de um andar ou pior, uma queda mortal como nos filmes. E como simplesmente não confiam nos elevadores, sobem e descem oito ou mais andares de escadas todos os dias, de manha e à noite, incluindo a hora de almoço ou jantar, dependendo do horário de trabalho. Eu não tenho nada contra este meio de transporte, apenas os prefiro grandes, e de preferência com espelho. Não para me estar a apreciar, mas para acreditar na ilusão que o espelho os torna maiores e não me vai faltar o ar. Claro que é uma crença puramente psicológica, porque o ar não aumenta, nem diminui pela presença de um espelho. Mas deixem-me continuar a acreditar que sim, porque moro num sexto andar e já faço suficientes horas de passadeira por dia.

6 comentários:

nena disse...

he.he.. não tenhas mau feitio..sexo no elevador pode ser bem erótico, e se o espelho for grande, ui..ui..inda melhores vistas, não?..he.he..(as tuas reflexôes são o máximo mon chéri)
muitos beijinhos..(também tenho elevador, não te esqueças,..é pró 3º..he.he..)

pedropina disse...

oh meu amor cada vez tenho mais saudadinhas tuas!!!!

Denise disse...

Eu li isto às 5 da manhã...não comentei?! LOOOL... ando mesmo perdida, já nem sei o que faço.
Bem, elevadores... não tenho nada contra eles, mas raramente os utilizo...gosto de subir escadas...faz bem às pernas!

Beijinhos*

Nuno disse...

Sempre tive um fascínio por estes bichos... Os elevadores são realmente fantásticos... Acho-lhes uma piada tremenda e sempre fiz o possível para andar para cima e para baixo neles, de preferência sozinho. E nas escadas rolantes a mesma coisa xD

gaohui disse...

Davidson garment is a quintessential Harley abercrombie Outlet davidson item, especially if you feature ones Harley decked abercrombie and fitch over. Featuring the whole distinctive line of leather abercrombie sale jackets, t-shirts, buckles, hats, belts, boots abercrombie & fitch and helmets, feeling of guilt reason this is abercrombie not to accessorize to max.A decent buy Harley enthusiast will abercrombie uk go in closet and grab a Harley t-shirt, leather jacket and boots. But, abercrombie london does your closet contain present accessory considering all abercrombie and Fitch Polo of? The Harley helmet. With out them your road abercrombie Polos trip could end in disaster.

Anónimo disse...

Doing the same thing for thomas sabo diamonds is going to cost you thomas sabo sale an arm and a leg as the colored diamonds thomas sabo jewellery are hard to come by. thomas sabo charms The deposit and jewelry boxes you have, thomas sabo online as well as desk and cabinets, vehicle doors and windows, sabo jewellery home and store front doors can all get ruined. thomas sabo charms sale Using a skilled locksmith you'll cheap thomas sabo charms be able to have the assurance that you get the best work that will be done right and guaranteed.All to often, discount thomas sabo charms instead of finding an automotive locksmith, thomas sabo charms clearance Washington DC residents try to take matters in to their own hands.