17.6.07

UMA DOSE DE FRANGO MAL ASSADO


Domingo à tarde. Levanto-me, tomo banho e já fui à missa das 11h. E como faço todos os domingos, vou até à churrascaria do Zé-Manel comer a minha dose de frango mal assado com batata frita, arroz branco e salada de alface e tomate. Eles já sabem que o meu tem de ser mal assado. Não gosto de ver a pele toda esturricada, além disso o frango muito assado fica seco e não me sabe a nada. Eu sei lá se estou a comer frango assado na hora? Já disse ao Zé-Manel que nem pense que me engana. Para mim o frango é mal assado. É por causa destas e doutras que deixei de ir a outros restaurantes e fiquei fiel a este. Mas já lhe disse, que se o frango começa a vir muito assado deixo de cá vir. Isto, depois claro de mandar para trás o pão de centeio e a broa com os queijinhos em miniatura. Nunca como as entradas. Nem sequer as azeitonas. Eles bem insistem em trazê-las, ora se já sabem que eu não as como para que insistem? Ou estão a gozar comigo ou devem mesmo de gostar de andar a fazer romaria a passear de pires nas mãos. Já uma vez perguntei a um dos miúdos que o Zé-Manel tem a trabalhar ao domingo, se é surdo ou se não tem mais nada para fazer além de andar a passear com pão e queijo da cozinha para a sala e da sala para a cozinha. O miúdo não deve ter ouvido ou fez-se de parvo, também é novinho, coitado, cá para mim o Zé-Manel anda é a explorar crianças. Ainda lho vou dizer. E aproveito e digo-lhe que não deve andar aí a servir pão recesso já quase com bolor recheado duma pasta de atum que só cheira a cebola, como entradas. Não as como, não vale a pena. Primeiro porque se me empanturro de pão, e depois fica metade do frango nas travessas e não ando aqui para pagar uma dose de frango, quando na verdade meia dessa dose é aproveitada ou para servir na mesa quatro, e assim eles fazem é o verdadeiro negócio da China, vendem o mesmo frango a dois clientes diferentes e é só lucrar. Ou então é para eles almoçarem depois da gente se ir embora e fecharem o restaurante à tarde. Nem pensem. Eu não ando aqui a sustentar marmanjos, querem comer à minha pala? Eu também pago a minha refeição, que é isso de andarem a comer os meus restos? Mas isso ainda é o menos, mal por mal ainda aproveitavam a metade da dose que sobrou, o pior é quando deitam os restos todos ao lixo e nem sequer os dão aos cães, agora com essa mania que os cães só devem comer ração – no meu tempo cão que é cão, come os restos que lhe atiramos para o chão – e com a quantidade de gente a morrer à fome, não me parece nada bem andarem para aí a desperdiçar tanta comida. Assim que, a melhor hipótese e a mais correcta para todos nós e pensando nos carenciados de Angola, parece ser não comer as entradas como forma de manifesto e comer o frango todo até chupar os ossinhos. Além disso as entradas são sempre caríssimas. Já ouvi dizer que é aí que eles ganham o dinheiro, porque põem tudo ao triplo do preço e cobram os olhos da cara por um naco de pão de antes-de-ontem aquecido no micro-ondas e umas tigelas de uma pasta de atum que sabe-se lá quem e quando foi feita. Não. Eu não papo grupos. E não sei para que é os talheres. Sim, porque comigo o frango assado come-se à mão. Não há nada melhor que segurar uma boa perna de frango assada. Não sei como essa gente come frango assado de faca e garfo. Retiram primeiro a pele para um dos cantos do prato – meu Deus onde já se viu isto? A pele assada do frango é do melhor que pode haver, essa sim é a verdadeira entrada, uma iguaria bem melhor que pão recesso com queijo e atum. E além de demorarem o dobro do tempo, e de pelo menos metade de frango ficar agarrado aos ossos, porque não o conseguem retirar, fazem uma figura ridícula, parecendo extraterrestres a tentar equilibrar duas pinças ou tenazes nas mãos desesperadamente, como se estivessem a retirar o miolo a caracóis em miniatura. Alem disso os caracóis também se comem à mão. Pegam-se e chupam-se. Também peço sempre meio jarro de tinto da casa. Já tentei descobrir que vinho é este a que eles chamam de vinho da casa. Ainda não percebi se é vinho mesmo da vinha do dono do restaurante, ou se simplesmente compram um carrascão qualquer e o despejam em jarros para a gente não saber. Ou às tantas até fazem mistura de vinhos. Cá para mim deve ser mais isso, porque o Zé-Manel que eu saiba não tem nenhuma vinha. Eu já lhe disse, Zé-Manel tu andas a enganar-me! Um dia ainda hei-de descobrir porque é que chamam vinho da casa. E tenho sempre que pedir três vezes molho picante. Eles dizem que põem malaguetas no frango mas eu não me acredito. Não sinto nada. Ora custa muito servir um cliente como ele quer e como deve de ser e trazer o molho picante já que eu nem sequer sinto as malaguetas? Eu já disse ao Zé-Manel, qualquer dia nunca mais cá ponho os pés. Mas este domingo foi diferente. Não comi a minha dose de frango mal assado com batata frita, arroz branco e salada de alface e tomate. Não mandei para trás as entradas. Não comi a perna de frango à mão, depois de me deliciar primeiro com a pele. Nem sequer bebi o jarro do vinho tinto da casa. Mandaram dizer que tinham uma grande reserva dum grupo e que não me podiam servir. E que se eu quisesse para ir comer a outro restaurante que ali já não serviam frango mal assado. Não acreditei nada nessa história do grupo e vou é ficar ali sentado no jardim a ver se vem algum grupo que ocupe a reserva das mesas todas. Cá para mim eles não querem é servir-me. Mas também não sei porquê. Ora eu não peço assim nada de especial, nem sou assim um cliente tão difícil de aturar. Tenho as minhas manias.

15 comentários:

Denise Silva disse...

E todos temos direito a ter manias e a querer as coisas como gostamos, caramba, somos nós a pagar... E sabes que mais?! Tenho saudades de comer caracois, aqui não há!
E ainda ontem comi uma perninha de frango à mão, que saudades, mas gosto mesmo é de lhe comer as costelas...!

Gosto do que escreves!
Beijinhos...

p.s. e se tiver negativa no exame de Português, considera-te CULPADO... Eu devia era tar a estudar!

pedropina disse...

ja te disse para ires estudar mas tu keres fazer directas!!!

O que te vai na alma!! disse...

a denise disse tudo... somos nos a pagar.. temos o direito de pedir as coisas ao nosso gosto... se nao querem servir, que mudem da restauraçao pra um outro ramo qualquer..

vou comentar as ferias no outro :P

abraço

Felipe Nunes disse...

Domingo à tarde sem frnago mal assado não é domingo à tarde. Hoje comi frango mal assado. MAs só com a salada. Estava bastante picante mesmo como gosto...

Hum... em relação ao teu comentário... sim... o Gabriel tem nome de (arc)anjo. Não sei se tem asas porque acho que não o deixam voar...




Soube de uns mails que andast ai a trocar =)

Felipe Nunes disse...

abraço ;)

Sofia disse...

Bem, tens de me dizer onde é esse restaurante para não pôr lá os pés... pão duro? Frango dividido para diferentes clientes... lolol Ai se a ASAE sabe disto!!!

Mas concordo com alguns comentários aqui deixados. Há mt esta mania dos restaurantes criticar as vontades dos clientes. Por favor, não são eles que dizem que o cliente tem sempre razão? Então pronto, não têm nada de falar. Olha que o Zè Manel saiu cá uma peça heinn..

Beijinhos
Sofia

Nuno disse...

É isso mesmo! E eu também como frango à mão! Quase sempre... Mas eu como gosto de ser diferente - ou simplesmente porque sou doido - se descascar os camarões com a mão sabe-me mal =/...

Bem abraço e obrigado pelo desafio e pelo prémio ;)

Peste disse...

bahhh

tb já tenho a minha dose de restaurantes e episódios menos bons...

especialmente com a mania q tenho d querer tudo muito muito bem passado... alguns até teimam comigo q aquilo não é sangue...


grrrr

Plum disse...

Agora ficou-me a apetecer um franguito!!!
Bem, genial como sempre!Ler-te e ficar com um sorriso nos lábios!!!!

Gemini disse...

O mais chato do frango mal assado é que é difícil de encontrar o ponto certo de cozedura: ter a carne tenra sem encontrar a medula a sangrar...
Acho que, se alguém tinha ficado com fome ao ler-te, a perdeu a ler-me!
LOL

Espirito da Lua disse...

Gostei ,,, esta muito giro;)

Bj Lua

zetrolha disse...

Esqueceste-te de dizer se o frango era do aviário ou caseiro!

Martinha disse...

O essencial já foi dito: todos temos direito a ter manias e a ter as coisas como gostamos. Principalmente se formos nós a pagar.
;)

beleza de mulher disse...

meu querido quando fores ao Zé-Manel comer me convida ok pagas tu o frango eu pago a agua looool

Pralaya disse...

Frango Assado, mas que prato mais tipico...